Idade Mídia e Open City reúnem 200 pessoas em lançamento

Na sexta, dia 5, os alunos do Idade Mídia e do Open City lançaram, respectivamente, o filme A Moeda e a plataforma Serendipity. O evento reuniu cerca de 200 pessoas, entre elas pais, colegas e funcionários do Band.

A plataforma online “Serendipity” reúne diversas atrações pouco conhecidas ou visitadas na cidade de São Paulo.

IMG_8300

As rotas alternativas foram mapeadas pelos próprio estudantes e poderão ser incrementadas pelos usuários do aplicativo.

open_city

Durante a apresentação, os alunos apresentaram o aplicativo, contando sobre o processo de produção, que contou com a ajuda de um dos idealizadores do Catraca Livre, Gilberto Dimenstein.

IMG_8171

Já a turma de alunos do Idade Mídia exibiu o filme de ficção “A Moeda”, que acompanha a trajetória de uma moeda pela cidade de São Paulo.

idade midia

Foi a primeira vez que os estudantes desenvolvem um roteiro ficcional original e produzem o próprio filme. A turma, junto dos atores, explicou sobre todo o processo criação e filmagem.

IMG_8150

“Foi uma celebração da educação por projetos, com uso de tecnologia e com produtos que fazem sentido para o mundo, e não só para a escola. Os alunos estão de parabéns”,  afirmou o coordenador dos projetos, jornalista Alexandre Sayad.

Para baixar o aplicativo, tire uma foto do QRCode ao lado.

open

Open City e Idade Mídia lançam plataforma online e filme

Tanto os alunos do Open City quanto do Idade Mídia lançarão, nesta sexta, 5 de dezembro, o produtos finais de cada curso. Todos estão convidados para o evento, que será no ginásio às 19h.

moeda_2Os alunos do Open City apresentarão a plataforma online Serendipty. O aplicativo reúne diversas atrações pouco conhecidas ou visitadas na cidade de São Paulo. As rotas alternativas foram mapeadas pelos próprio estudantes e poderão ser incrementadas pelos usuários do aplicativo.

moeda_1

Já a turma de alunos do Idade Mídia exibirá o filme de ficção “A Moeda”, que acompanha a trajetória de uma moeda pela cidade de São Paulo. É a primeira vez que os estudantes desenvolvem um roteiro ficcional original e produzem o próprio filme.

Não é necessária a retirada de convite.